Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em 88 bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 55 anos de tradição.
 
Planos de Intervenção são discutidos em curso de
Atenção Integral à Saúde da Pessoa em Situação de Violência
 
Foto: Divulgação
Curso prepara profissionais da saúde para atendimento
de pessoas em situação de violência




A Coordenadoria Regional de Saúde Norte faz parte do grupo de trabalho responsável pelo Curso de Aprimoramento para Implantação da Linha de Cuidado para Atenção Integral à Saúde da Pessoa em Situação de Violência. O Seminário de Apresentação dos Planos de Intervenção encerrou o curso no dia 27 de fevereiro, no auditório do Arquivo Público do Estado de São Paulo.

A atividade foi direcionada aos profissionais das Su­per­vi­sões Técnicas de Saúde, Co­or­denadorias Regionais de Saú­de, Ga­binete da Secretária Mu­nicipal da Saúde e Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pes­quisa em Saúde, Escola Mu­ni­cipal de Saúde, COVISA e UVIS Regionais. Durante o perío­do de um ano e meio foram desenvolvidas diferentes atividades, entre elas discussão de casos, palestras, dinâmicas e filmes.

A psicóloga Elaine Apa­re­cida Lorenzato e a assistente social Débora Dalonso Gamboa Peres representaram a CRS Norte na organização. “O principal objetivo foi a apresentação de experiências bem-sucedidas e de planos de intervenção elaboradas para combater a violência. As exposições foram muito interessantes, pois permitiram o compartilhamento de informações entre as diferentes regiões de São Paulo”, destaca Débora.

Região Norte

A CRS Norte elaborou o desenvolvimento de um curso regional de implantação da Linha de Cuidado, com a participação de aproximadamente de 350 profissionais dos serviços de saúde e da rede intersetorial de enfretamento da violência.

Débora discorre sobre o que já foi alcançado na região: “Ainda há trabalho a ser realizado, mas observamos uma série de avanços com o desenvolvimento dos Planos de Intervenção nas diferentes Supervisões Técnicas de Saúde do território”.

As temáticas dos projetos possibilitaram avanços em relação à atenção aos casos de tentativa de suicídio; atenção à vulnerabilidade de crianças e adolescentes; enfretamento à violência contra a mulher e ainda progressos em relação a qualificação das ações dos profissionais no manejo dos casos de violência, o fortalecimento e aproximação entre os atores da rede de cuidados nos territórios, a implantação de espaços de cuidado e escuta para os profissionais, o aumento do número das notificações de violência, o atendimento às violências e rodas de conversas ampliadas nos hospitais.

 
Voltar

Veja a capa da edição:

Capa da Edição

Um bom jornal é você quem faz!

500 mil leitores

As melhores ofertas
estão nesta edição
classimoveis

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919



É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2018 ©.