Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em 88 bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 55 anos de tradição.
 
Dia dos Namorados deve aquecer o comércio, apontam pesquisas
 
Foto: Divulgação
Comércio está otimista com as expectativas de vendas para Dia dos Namorados


O Dia dos Namorados será comemorado na próxima terça-feira, 12 de junho, e o comércio está otimista com a data. De acordo com pesquisa do Ser­viço de Proteção ao Crédito (SPC-Brasil) e da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), cerca de 62% dos brasileiros devem ir às compras devido ao Dia dos Namorados. Considerando todas as capitais brasileiras, cerca de 93,5 milhões de brasileiros têm a intenção de presentear nesta data, o que deve injetar na economia 15,6 bilhões de reais.

Em boa parte do mundo e nos Estados Unidos, o Dia dos Namorados é comemorado no dia 14 de fevereiro, esse dia é relacionado a São Valentim, um mártir da igreja que foi assassinado no ano 269 d.C (depois de Cristo).

O Dia dos Namorados no Bra­sil será na próxima terça-feira (12), essa data foi criada por um publicitário baiano, João Agripino da Costa Doria, pai do ex-prefeito de São Paulo, João Doria Junior. A data foi criada na década de 40, ao perceber que entre o dia das mães e o dia dos pais as vendas eram baixas, o slogan da campanha era “Não é só com beijos que se prova o amor”, diante do sucesso as outras lojas adotaram o dia 12 nos anos seguintes. E assim foi criada a data para alavancar as vendas e de quebra foi relacionada ao “santo casamenteiro” conhecido por todo o País, o Santo Antônio.

De acordo com as pesquisas do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Con­federação Nacional de Diri­gentes Lojistas (CNDL), o brasileiro deve desembolsar em média R$ 167, com os presentes do Dia dos Namorados, a principal forma de pagamento será à vista com 58% de citações, com destaque para o dinheiro em espécie (39%) e cartão de débito (18%). Outros 37% devem utilizar o cartão de crédito e apenas 2% boleto bancário.

“Em um momento em que a inadimplência e o desemprego estão elevados, comprar o presente à vista pode ser uma boa alternativa para fugir do endividamento. Para quem vai recorrer ao crédito, o ideal é fugir dos parcelamentos para evitar comprometer a renda com prestações muito alongadas e se programar para o pagamento integral da fatura”, orienta a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti.

Os presentes que serão mais procurados para presentear são roupas (41%), perfumes ou calçados (34%) cosméticos (34%), calçados (22%) e jantares (18%). Em seguida os bombons e chocolates (17%) e acessórios, como bijuterias, cintos, óculos e relógios (17%). Na tentativa de economizar as opções de presentes é de fazer um jantar romântico (49%), um café da manhã (32%) ou passeio ao ar livre no final de semana (24%). A maioria dos entrevistados vai realizar compras em shopping center (36%), 18% na internet, seguidos dos shoppings populares (9%) e das lojas de departamento (8%). Os preços (50%) e as promoções (43%) são o que mais influenciam a escolha do local.

Em cada 10 entrevistados, dois (21%) escolhem o que vão ganhar no Dia dos Namorados, ao passo que 78% deixam essa decisão a cargo do companheiro. Os locais preferidos para comemoração serão a própria casa do entrevistado (33%), seguido dos restaurantes (30%) e dos hotéis ou motéis (11%). 29% dos que pretendem comprar presentes estão com contas em atraso. Dia dos Namorados do ano passado deixou 9% dos entrevistados com o CPF restrito. Os dados revelam que entre os consumidores que compraram presentes para o Dia dos Namorados do ano passado, 9% estão negativados por compras feitas na ocasião. 
 
Voltar

Veja a capa da edição:

Capa da Edição

Um bom jornal é você quem faz!

500 mil leitores

As melhores ofertas
estão nesta edição
classimoveis

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919



É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2018 ©.