Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em 88 bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 55 anos de tradição.
 
Morre o jornalista e escritor Audálio Dantas 
 
Foto: Divulgação
O jornalista e escritor Audálio Dantas
O jornalista e escritor Audálio Dantas faleceu no dia 30 de maio, aos 88 anos. Desde abril ele encontrava-se internado no Hospital Premiê, em São Paulo, devido a um câncer descoberto em 2015 no intestino. A doença tornou-se ainda mais grave atingindo o fígado e os pulmões.  

Dantas teve sempre forte atuação em defesa dos direitos humanos durante a ditadura militar, sendo reconhecido, em 1981, com o Prêmio de Defesa dos Direitos Humanos da ONU (Organização das Nações Unidas).

Natural da pequena cidade Tanque D'Arca, no Estado de Alagoas, Audálio iniciou a carreira no jornalismo aos 17 anos, quando já morava em São Paulo com seus pais. Entre as passagens mais importantes de sua carreira, Dantas foi redator e chefe de reportagem na revista O Cruzeiro e editor de turismo na revista Quatro Rodas. Como correspondente de guerra, atuou em Honduras pela Veja e trabalhou na revista Realidade. Foi chefe de Redação da revista Manchete e editor da Nova.

Sua produção literária deve grandes obras como "As Duas Guerras de Vlado Herzog" (Record), pelo qual recebeu o prêmio Jabuti e o prêmio Juca Pato de Intelectual do Ano, em 2013. Audálio Dantas completaria 89 anos no próximo dia 8 de julho. 

Deixa a mulher Vanira Kunc, quatro filhos e netos.   
 
Voltar

Veja a capa da edição:

Capa da Edição

Um bom jornal é você quem faz!

500 mil leitores

As melhores ofertas
estão nesta edição
classimoveis

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919



É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2018 ©.