Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em 88 bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 55 anos de tradição.
 
Jaçanã completa 148 anos de história e desenvolvimento em diversos setores
 
Fotos: AGZN
Travessa mais conhecida do Jaçanã,
Avenida Luis Stamatis x Avenida Guapira



Hospital de Convalescença Dom Pedro II é um dos
serviços públicos localizados no Jaçanã
Jaçanã, bairro que ficou conhecido no Brasil inteiro pela música de Adoniran Barbosa, completa nesta sexta-feira, 14 de setembro 148 anos de história.

O sambista foi o principal responsável por tornar o bairro conhecido no País todo, a viagem citada por Adoniran realmente existiu, o trem partia da estação Vila Mazzei às 22h59 em direção à estação Jaçanã, e era o último a passar nos domingos e feriados. As idas e vindas até o Jaçanã para trabalhar na Companhia Cinematográfica Maristela serviu de inspiração para a música. O trem deixou de funcionar faz 54 anos, ele saía do centro de São Paulo em direção à Guarulhos e passavam pela estação Jaçanã. A única lembrança da antiga estação é uma banca de jornal que utiliza o nome da canção de Adoniran.

Em 1870 o bairro era conhecido como “Uroguapira”, porque os bandeirantes pensavam que havia ouro nas imediações, como não passou de um grande boato, o bairro ficou intitulado como Guapira, e em 1930 o bairro ficou conhecido como Jaçanã, nome de uma ave de peito vermelho, espécie da região. Antigamente o local era conhecido como Sítio Guapira, que em Tupi-Guarani significa “cortado”, referência a serrotes.

Em 1874 foi criado o Asilo de Mendicidade Municipal, hoje Hospital Geriátrico e de Con­va­lescença Dom Pedro II. O asilo foi criado, pois havia um grande número de moradores de rua na capital. O bairro ficou conhecido por muitos anos como zona hospitalar, pois o clima agradável e próximo da mata facilitava a recuperação, foram construídos muitos asilos, casa de recuperação, leprosários e sanatórios. Em 1904 foi fundado o Leprosário Guapira, atual Hospital São Luiz Gonzaga.

A estação Guapira foi erguida aos poucos e depois mudou o nome para Jaçanã. O trem fazia o transporte de carga, mas com o tempo os moradores começaram a utilizá-lo. Os terrenos aos arredores foram loteados pelos irmãos Mazzei.

De acordo com o site da prefeitura Jaçanã/Tremembé, segundo o Censo 2000 realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Jaçanã tem uma população de aproximadamente 91.649 habitantes que vive numa área total de 7,8 km2, onde 43.702 habitantes são homens e 47.947 são mulheres.

Além dos serviços públicos, Jaçanã tem importantes estabelecimentos comerciais e toda rede de serviços, tendo entre seus principais desafios a mobilidade, com muitos pontos de trânsito intenso, principalmente por estar na ligação entre São Paulo e Guarulhos. A conservação de ruas e o combate aos pontos de alagamentos sempre estiveram entre suas principais demandas. O bairro também é rico em pontos históricos e até turísticos. São eles:

•Marco da Paz, localizado na Praça João Batista Vasques, monumento por Gaetano Bran­cati Luigi, para lembrar a importância da paz, no bairro. O Marco foi instalado no ano de 2012;

•Museu do Jaçanã, fica localizado na Rua Benjamin Pereira, 1.021. Foi fundado em 1983 por Sylvio Bittencourt com o objetivo de preservar a memória do bairro Jaçanã;

•Céu Jaçanã, está localizado na Rua Francisca Espósito Tonetti, 105. Foi inaugurado em 2007;

•Primeira Igreja do Jaçanã, fica localizada na Avenida Guapira, 2.055. Foi construída em 1945, e em 1951 foi celebrada a primeira missa por Dom Paulo Loureiro.

O Distrito de Jaçanã é formado pelos bairros: Guará, Ja­çanã, Jardim Aliança, Jar­dim Modelo, Parque Edu Cha­ves, Santa Teresinha, Vila Ca­rolina, Vila Esther, Vila Germinal, Vila Isabel, Vila Nel­son, Vila Nilson, Vila Nivi, Vila Nova Galvão.

Para o subprefeito de Jaça­nã/Tremembé, Alexandre Pi­res, o trabalho desenvolvido na região tem sido voltado para a melhoria da qualidade de vida. “Temos buscado a excelência no atendimento das necessidades que a região tem. Jaçanã do pássaro, do Trem das Onze, do poeta Adoniran Barbosa, nesta data especial em sua história, cumprimentamos a todos os moradores, empresários e comerciantes. Parabéns, ao Jaçanã e sua gente!”

Fotos: AGZN
Jaçanã é um dos bairros a ter um monumento Marco da Paz,
localizado na Praça João Batista Vasques
Avenida Luiz Stamatis é um das principais referências do bairro
 
Voltar

Veja a capa da edição:

Capa da Edição

Edição da semana

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919



É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2018 ©.