Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em 88 bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 56 anos de tradição.
 
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia é um exemplo de escola pública
 
Fotos: AGZN
Diretor geral do Instituto Federal de São Paulo, Luis Claudio de
Matos Lima,
apresenta os resultados obtidos com destaque mundial


Campus São Paulo do Instituto Federal abriga cerca de
7.666 alunos em 36 cursos presenciais
Fundado em 1909, o Ins­tituto Fe­deral de Educação, Ciência e Tecno­logia de São Paulo é reconhecido por sua excelência no ensino público de qualidade, tanto no que diz respeito ao Ensino Médio, quanto Superior. Localizado na região do Canindé (Rua Pedro Vicente, 625), o IFSP está numa área de 60 mil metros quadrados, dos quais 35 .000 m2 de área construída e 15.000 projetados para a construção. No total, são 7.666 alunos em 36 cursos presenciais entre os técnicos e superior.

Voltado para a ciência e tecnologia, o IFSP oferece os cursos de Ensino Técnico Integrado ao Médio nas áreas de eletrônica, eletrotécnica, informativa e mecânica, além dos chamados cursos técnico concomitante ou subsequente, destinados aos alunos do Ensino Médio de outras instituições mas que buscam formação nas áreas de Edificações, Eletrotécnica e Telecomunicações.

No Ensino Superior há os cursos de tecnologia nas áreas de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, automação industrial, gestão da produção industrial, gestão de Turismo, Processos Gerenciais em Siste­ma Elétricos, bacharelados nas áreas de Engenharia e Ar­qui­tetura e licenciaturas nas áreas de Ciências Biológicas, Física, Geo­grafia, Letras, Mate­má­tica e Química. Toda a grade é complementada com os cursos de pós-graduação (Lato Sensu e Strictu Sensu), além do Ensino Médio na modalidade jovens e adultos e ensino técnico à distância e cursos voltados para os servidores da Rede Pública Municipal.

Somente os números de seu Campus em São Paulo já impressionam, mas a excelência de seu ensino é comprovada em seus 38 Institutos presentes no Estado, que reúnem 52.333 alunos presenciais, cerca de 4000 nos cursos EAD e uma ganha de 29 cursos superiores e 55 técnicos. Apenas no Campus São Paulo estão 3 cursos mais concorridos no SISU com base no número de candidatos por vaga: Arquitetura (1º lugar), Construção Civil (3º lugar) e Aná­lise de Sistemas (6º lugar).

As avaliações internacionais também chamam a atenção. O resultado dos Institutos Fe­derais no “Programme for In­ternational Student Assess­ment” (PISA - 2016) colo­cam seus alunos entre os melhores do mundo. De 70 países avaliados, o Brasil ficou em 63º lugar. Considerando apenas os Institutos Federais, seus alunos obtiveram quarta posição na avaliação de Ciências, segundo lugar em Leitura e quarto em Matemática. “Nós temos um modelo de escola pública de excelência no Brasil”, afirma o diretor geral do Instituto Federal de São Paulo, Luis Claudio de Matos Lima. “Mesmo assim, o IFSP não é tão conhecido pela população. As pessoas chegam a me perguntar quanto custa estudar aqui, sem saber que se trata de uma escola pública”, relata.

Fotos: AGZN
Entre as inovações tecnológicas desenvolvidas por alunos do IFSP
destaca-se
a cadeira de rodas motorizada de baixo custo

Laboratórios que reproduzem o ambiente do mercado de trabalho
estão entre as
razões do sucesso do IFSP

Segundo ele, um dos diferenciais do trabalho do Instituto é considerar a formação integral do aluno e não somente técnica. “Leitura, por exemplo, é importante para todas as áreas de atua­ção. É importante para a vida”. Outro ponto destacado pelo diretor é a utilização de laboratórios bem próximos do ambiente do mercado de trabalho. “Nossos laboratórios têm a característica de “chão de fábrica”, ou seja, aproximam o aluno da realidade da vida prática”. Além disso, ele destaca que esses mesmos laboratórios são utilizados, tantos pelos anos dos cursos técnicos, quanto superior, sempre trabalhando com aulas que apresentam desafios para os alunos. “Os alunos gostam muito de desafios”, acrescenta.

Outro aspecto importante do trabalho dos Institutos Federais é a contrapartida que oferecem para a sociedade através de pesquisa e desenvolvimento de tecnologia voltados para projetos sociais de baixo custo. No Campus São Paulo, por exemplo, foi desenvolvida em parceria com AACD, uma motorização de cadeira de rodas com controle biométrico de baixo custo. Outro projeto desenvolvido pelos alunos do IFSP são próteses que possibilitam o movimento normal dos dedos, além de coração artificial desenvolvido em parceria com o Instituto Dante Pazzanese.

O diretor esclarece que todos esses projetos são desenvolvidos com patente aberta. “Nosso objetivo é devolver para a sociedade o investimento feito nos Institutos Federais”. Esses são apenas alguns exemplos dos trabalhos realizados no IFSP, que abrange desde alunos da Educação de Jovens e Adultos, voltados para os alunos que não concluíram os estudos na faixa etária correta até o ensino técnico e superior.

Maiores informações sobre o IFSP podem ser obtidas no site: https://www.ifsp.edu.br/ 
 
Voltar

Veja a capa da edição:

Capa da Edição
Edição da semana

COMUNICADO
Em virtude do feriado de 25/1 (Aniversário de São Paulo)
a edição fechará dia 23/1 (quarta-feira), com distribuição dia 24/1 (quinta-feira). 
Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919


É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2019 ©.