Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em 88 bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 56 anos de tradição.
 
Copa do Mundo Futebol Feminino
 
Foto: Divulgação
Seleção Brasileira em foto oficial

Primeiros confrontos do Brasil na Copa do Mundo Futebol Feminino 2019 será contra as seleções da Jamaica e a Austrália

A Copa do Mundo de Futebol Feminino já movimenta 24 seleções em todo mundo para a sua oitava edição. A França receberá a competição pela primeira vez e acontecerá entre os dias 7 de junho e 7 de julho.

O país que mais conquistou a Copa do Mundo Feminina foi os Estados Unidos, com o total de 3 títulos. Depois vem a Alemanha, com dois títulos, e a Noruega, com um título. A Seleção Brasileira é heptacampeã na Copa América, mas ainda não levou a taça da Copa do Mundo, mas foi vice-campeã em 2007 e conquistou o terceiro lugar em 1999, e tem duas medalhas de ouro nas Olimpíadas de 2004 e 2008.

O regulamento da Copa do Mundo é similar ao masculino, as seleções foram divididas em seis grupos com quatro equipes. Os dois melhores avançam para a fase mata-mata da competição. Ao todo, 52 jogos serão realizados em nove cidades: Paris, Lyon, Montpellier, Nice, Valenciennes, Reims, Le Havre, Grenoble e Rennes. As duas melhores colocadas de cada grupo passam para as oitavas de final, assim como as quatro melhores terceiras colocadas.Todas as etapas do mata-­mata serão disputadas em jogo único. Em caso de empate, terá prorrogação e, caso seja necessário, pênaltis.

O Brasil está no grupo C, junto com Austrália, Itália e Jamaica. O primeiro confronto da Seleção Brasileira será contra a Jamaica, no dia 9 de junho às 10h30, no Estádio dos Alpes - Grenoble - França. A equipe brasileira nunca enfrentou a Jamaica.

Na quinta-feira (13), às 13 horas, pelo segundo jogo da fase de grupos a seleção enfrentará a Austrália, no Stade de la Mosson, em Montpellier, na França. As australianas foram algozes das brasileiras no Mundial de 2015, quando eliminaram a seleção nas oitavas de final, por 1 x 0, no Canadá.

A primeira fase vai do dia 7 de junho até o dia 17 de junho. 

Estádios dos confrontos da Seleção Brasileira na Copa do Mundo Futebol Feminino 2019 na França

O Brasil está no grupo C, junto com Austrália, Itália e Jamaica. O primeiro confronto da Seleção Brasileira será contra a Jamaica, no dia 9 de junho às 10h30, no Estádio dos Alpes, na Grenoble, na França. A equipe brasileira nunca enfrentou a Jamaica.

O Estádio dos Alpes, Stade des Alpes, foi inaugurado no dia 15 de fevereiro de 2008, e é um estádio de Rugby e Futebol em Grenoble, na França. Tem capacidade para 20.068 e recebe os jogos do Grenoble Foot 38 e do clube de Rugby do FC Grenoble. O estádio utiliza painéis solares e produz mais de 70.000 kWh por ano.

No dia 10 de fevereiro de 2017, o estádio foi palco para a partida do Campeonato das Nações Unidas Sub-20 torneio internacional de Rugby Union, entre França e Escócia, com a França vencendo por 36 a 8.

Na quinta-feira (13), às 13 horas, pelo segundo jogo da fase de grupos a seleção enfrentará a Austrália, no Stade de la Mosson, em Montpellier. O Stade de la Mosson está localizado na cidade de Montpellier, na região de Languedoc-Roussillon, na França. É a casa do time de futebol da Montpellier Hérault Sport Club.

Construído na década de 1970, sofreu reformas ao longo dos anos, sendo mais notável para a Copa do Mundo de 1998, quando passou a ter 35.500 lugares, sediando seis partidas. Já sediou quatro amistosos da Seleção Francesa de Futebol (o último em 2005 contra a Costa do Marfim). Em 2007, foi uma das sedes da Copa do Mundo de Rugby de 2007.

Confira o perfil das jogadoras brasileiras

Foto: Divulgação

Cristiane

Cristiane Rozeira de Souza Silva nasceu no dia 15 de maio de 1985, em Osasco, São Paulo. É a maior artilheira do Futebol Olímpico entre homens e mulheres. Começou a carreira em clubes paulistas considerados pequenos, passou por São Bernardo-SP e Juventus-SP (de 2005 a 2006).

Foi para a Alemanha e lá, defendeu o FFC Turbine Potsdam (de 2006 a 2007) e o VfL Wolfsburg (em 2007). Em 2008 trocou a Alemanha pela Suécia transferindo-se para o Linköping FC. Não ficou muito tempo na equipe sueca e voltou ao Brasil, passando pelo São José-SP e pelo Corinthians, antes ir para o Chicago Red Stars, dos Estados Unidos.

Foi contratada pelo San­tos, e conquistou a Copa Liber­tadores da América de Futebol Feminino, em 2009 e 2010. Depois embarcou para a Rússia no Rossiyanka.

Nos anos de 2007 e 2008 Cristiane concorreu ao prêmio de melhor jogadora do mundo pela FIFA, ficando em terceiro lugar nos dois anos, prêmio que foi vencido pela Marta, sua colega de seleção.

Na seleção Cris é veterana, assim como Formiga (mais informações abaixo), com 18 anos estreou nos Mundiais e vai para sua quinta Copa.
Pela seleção Cristiane conquistou duas medalhas olímpicas de prata em Atenas 2004 e Pequim 2008, o ouro nos Jogos Pan-Americanos Rio 2007 e Toronto 2015, o vice-campeonato mundial em 2007, campeonato Sul-Americano em 2010 e Copa América Feminina 2018.

Os títulos são tão importantes quanto os números pessoais, que além de artilharias e recordes, detém a marca de ser, de forma isolada, a maior artilheira da história dos Jogos Olímpicos, nenhuma mulher fez mais gols que Cristiane: são 14 marcados ao longo de quatro Jogos. Números que ela conquistou em Londres 2012 e que, foram valorizados no Rio 2016, ao ampliar a contagem com gols e se tornar a maior artilheira do futebol olímpico, entre homens e mulheres. Cristiane também tem a marca de 83 gols marcados pela Seleção Brasileira.

Foto: Divulgação

Formiga

Miraildes Maciel Mota, a “Formiga”, nasceu no dia 3 de março de 1978, em Salvador, Bahia. Formiga atuou na Suécia e nos Estados Unidos e ganhou títulos. Formiga tinha 17 anos quando jogou sua primeira Copa, em 1995, na Suécia.

Formiga resolveu pendurar suas chuteiras em 2016 e apenas continuar defendendo o time em que jogava, porém em 2018, com uma proposta do técnico Vadão, voltou a defender a amarelinha. Seis Copas e 24 anos depois, Formiga vai novamente a um Mundial. A volante havia se aposentado da seleção, mas voltou atrás após um pedido do Técnico Vadão. A jogadora é a mais velha a participar do torneio feminino, além de ser recordista absoluta em participações entre homens e mulheres em Copas do Mundo, com sete.

Não é à toa que ela sempre marca presença na Seleção Brasileira, as boas atuações, lhe renderam anos de glórias na Seleção. Foram três medalhas de ouro nos Jogos Pan-Americanos (Santo Domingo 2003, Rio 2007 e em Toronto 2015, e prata em Guadalajara 2011), duas pratas nas Olimpíadas (Atenas 2004 e Pequim 2008), título do Sul-Americano de 2010 e 2014 e vice-campeonato Mundial em 2007.

A jogadora Formiga tem muitas conquistas individuais: participou dos Jogos Olímpicos de Atlanta 1996, Sydney 2000, Atenas 2004, Pequim 2008, Londres 2012 e Rio 2016. É a única jogadora de futebol do mundo a ter participado de seis Olimpíadas. Nos Jogos Pan-Americanos de 2015, foi Porta Bandeira do Brasil na cerimônia de encerramento. Participou de seis Copas do Mundo: 1995, 1999, 2003, 2007, 2011, 2015 e conquista a sua sétima participação neste ano. Ganhou a bola de prata da FIFA em 2016. Campeã na Copa América 2018.

Junto com a jogadora Marta, Formiga deixou sua marca na Sala Anjos Barrocos no Museu do Futebol, que era composta somente por homens. Formiga está ao lado de jogadores como Pelé, Garrincha e Ronaldo. Formiga tem 23 gols pela Seleção Brasileira.

Foto: Divulgação

Marta

Marta Vieira da Silva, mais conhecida como Marta, nasceu no dia 19 de fevereiro de 1986, em Dois Riachos, no estado de Alagoas. Começou jogar futebol no juvenil do Centro Sportivo Alagoano (CSA), em 1999. No Vasco da Gama, jogou no profissionalmente entre os anos de 2000 e 2002, aos 14 anos, e foi emprestada ao Santa Cruz-MG entre 2002 e 2004. No ano de 2004 foi vendida ao ao Umeå IK, da Suécia, no clube sueco Marta despontou para o mundo.

Em agosto de 2009 jogou pelo Santos, no Brasil e conquistou o titulo da Libertadores e da Copa do Brasil, depois das conquistas ela saiu e em 2010 voltou ao Santos, mas teve sua segunda passagem apagada.

Marta já jogou em vários clubes como: os já citados: CSA, Vasco da Gama, Santa Cruz-MG, Umea IK e Santos. Como também nos Los Angeles Sol, FC Gold Pride, Western New York Flash, Tyreso FF, FC Rosengard e atualmente está no OrlandoPride.

Pela seleção, a camisa 10 jogou 133 vezes e é a maior artilheira com 110 gols, superando Pelé que tem 95 gols. Conquistou as medalhas de Prata nas Olimpíadas de Atenas (2004) e de Pequim (2008), foi Vice-Campeã na Copa do Mundo da China de 2007, Ouro nos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo (2003) e Rio (2007), Campeã na Copa América (2003, 2010, 2018) e o título do Sul-Americano de 2010.
Foi campeã na Liga dos Campeões com o Umea (2003 e 2004), campeã na Libertadores da América com o Santos (2009), Copa do Brasil também com o Santos (2009). Campeã na Liga de Futebol Feminino dos EUA com o Gold Pride (2010), Campeã com Western New York Flash (2011).

Ganhou 6 vezes o Prêmio de Melhor Jogadora de Futebol do Mundo.

Ao todo a Rainha Marta já tem a marca de 400 jogos na carreira e 321 gols, 15 gols em Copas do Mundo (e é maior artilheira da História das Copas do Mundo de Futebol Feminino).

Marta foi a primeira mulher a conseguir marcar presença no hall da fama no Maracanã. Foi registrado em dezembro de 2018, e também ganhou um espaço destinado à sua carreira e suas conquistas no Museu do Estádio.

A rainha tem 33 anos e soma seis bolas de ouro (2006, 2007, 2008, 2009, 2010 e, 2018) e é a maior jogadora da história do futebol feminino, e a maior esperança do Brasil para conquistar o primeiro título da Copa do Mundo na categoria.

 
Voltar

Veja a capa da edição:

Capa da Edição
Edição da semana

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919


É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2019 ©.