Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em 88 bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 56 anos de tradição.
 
AAMJSP promove sua última reunião do semestre e esclarece sobre SIAT
 
Foto: AGZN
Última reunião deste semestre da AAMJSP abordou os desdobramentos da instalação
de uma unidade do SIAT na Rua Porto Seguro, região da Ponte Pequena


A Associação Amigos do Mirante do Jardim São Paulo promoveu no dia 27/5 sua última reunião do semestre com a presença de diferentes representantes da comunidade local. Para compor a mesa diretora, a presidente da associação Alba Medardoni convidou as lideranças: Capitão James Carlos - comandante da 3ª Cia. do 9º Batalhão da Polícia Militar, Ari Pereira - representando a Associação Comercial de São Paulo e seu vice-presidente João Bico; Beto Freire - ativista social da região de Vila Maria Vila Guilherme; Joana D’Arc Figueira - ativista social da região de Ponte Pequena, Nelson Ferreira - ativista da região do Edu Chaves e conselheiro municipal da saúde e João Santo - assessor do vereador Police Neto.

Como tema principal, a reunião abordou os resultados da mobilização contrária a abertura do equipamento de acolhida terapêutica denominado SIAT - Serviço Integrado de Acolhida Terapêutica, em terreno municipal situado na Rua Porto Seguro, região da Ponte Pequena. O SIAT foi apresentado esse ano como o atual programa de atendimento para o dependente químico, na sequên­cia do Atende que funcionou na região central conhecida como Cracolândia. Desde outubro quando circulou as primeiras notícias sobre a instalação desse serviço na Rua Porto Seguro, a comunidade local e Zona Norte se mobilizaram para rejeitar a proposta. O principal temor é de que com a oferta desse atendimento na região, toda a movimentação e os problemas sociais e de segurança que acontecem nas proximidades da Cracolândia fossem “transferidos” para a região da Ponte Pequena, que é entrada para a Zona Norte.

Desde então uma comissão de representantes dessas duas regiões foi formada para tratar com a Prefeitura desse assunto, discutido em reuniões com o secretário municipal das Relações Social, Milton Flávio, além da organização de um abaixo-assinado e várias manifestações populares. Dias antes, uma nova manifestação foi realizada na Rua Porto Seguro e imediações com o objetivo de chamar a atenção do poder público, quanto à vontade da população.

Apesar desses esforços, a unidade do SIAT foi instalada na Rua Porto Seguro, razão pela qual a reunião foi dedicada a esclarecimentos à comunidade. A palavra foi concedida, inicialmente a Ari Pereira, que em nome do vice-presidente da ACSP, destacou as iniciativas da entidade para propor a destinação do terreno da Rua Porto Seguro para a instalação de um projeto denominado Casa do Empreendedor voltado para a capacitação profissional. A proposta da ACSP foi feita diretamente ao então secretário municipal das Relações Sociais, Milton Flávio, que tratou com os representantes da comunidade sobre as alternativas para o local.

Na sequência, Joana D’Arc Figueira usou a palavra para as explicações necessárias, destacando a reunião recente obtida junto à Prefeitura na qual saiu com a promessa de obter contrapartidas para a região com ações de segurança e iluminação. A reunião seguiu com as palavras de todos os componentes da mesa e posteriormente do público presente, claramente preocupado com as consequências dessa medida para a região de Ponte Pequena e consequentemente para a Zona Norte. 
 
Voltar

Veja a capa da edição:

Capa da Edição
Edição da semana

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919


Doe

É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2019 ©.