Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em 88 bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 57 anos de tradição.
 
Imposto de Renda 2020: organização é aliada do contribuinte para não cair na malha fina
 
Foto: Divulgação
A declaração do Imposto de Renda deve ser entregue até o dia 30 de abril


Com a liberação do programa gerador do Imposto de Renda 2020, teve início na última segunda-feira (2), o período para a entrega das declarações do IR referente ao ano-base 2019. E na hora de acertar as contas com o “leão”, muitos contribuintes caem em algumas armadilhas por causa da falta de organização ou por deixar a entrega para a última hora - o prazo termina dia 30 de abril.

Neste ano, a Receita Federal espera receber cerca de 32 milhões de declarações até o final do prazo. Para evitar surpresas, separamos algumas dicas para facilitar o preenchimento pelos contribuintes:

Você precisa declarar?

É importante lembrar que precisa entregar o IR quem se enquadra nos quesitos abaixo: 

•Em 2019, recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 e, em relação à atividade rural, obteve receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50; 
•Possui, em 31 de dezembro de 2019, propriedade de bens ou direitos, de valor total superior a R$ 300.000,00;
•Recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte acima de  R$ 40.000,00;
•Realizou operações na Bolsa de Valores.

Separe os documentos e não deixe para última hora

Antes de começar a declaração é preciso separar os documentos necessários para facilitar o envio de informações. Esse planejamento facilita o processo e ajuda a diminuir divergências nos dados:

•Informe dos rendimentos do ano de 2019. Normalmente oferecida pelo empregador, também contém dados como contribuições ao INSS, Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF);

•Informe de rendimentos da instituição financeira com a qual opera;
•Informe de rendimentos de corretoras;
•Comprovantes de rendimento ou pagamento de aluguéis;
•Número do CPF dos depen­dentes;
•Comprovantes de despesas médicas, odontológicas e esco­lares do contribuinte e dos de­pendentes;
•Doações a instituições com deduções legais;
•Comprovantes de contribuições de Previdência Privada na modalidade Programa Gerador de Benefício Livre (PGBL).

Aproveite o dinheiro extra para investir

Em 2020, a  Receita Federal informou que reduziu o números de lotes de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física, de sete para cinco e que irá antecipar o pagamento das restituições. O primeiro lote está programado para o dia 29 de maio e o último previsto para 30 de setembro.

 
Voltar

Veja a capa da edição:

Capa da Edição
Edição da semana

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919
Whatsapp  94861-1729






Veja as duas últimas edições
Ed. 2908 Ed. 2909

É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2020 ©.