Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em 88 bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 57 anos de tradição.
 
Prefeitura de São Paulo declara situação de emergência para conter Coronavírus
 
Foto: Fotos Públicas
Prefeito Bruno Covas decreta estado de emergência
na cidade de São Paulo



A cidade de São Paulo está em estado de emergência devido à pandemia do Coronavírus em todo o mundo. Oficializada através do Decreto nº 59.283 publicado no Diário Oficial na última terça-feira, a medida foi anunciada pelo prefeito Bruno Covas e reúne uma série de determinações voltadas a conter a disseminação do vírus SARS-CoV2, causador da doença Covid-19.

Entre as iniciativas estão: suspensão do rodízio de veículos por tempo indeterminado a partir desta terça e a higienização de todos os ônibus municipais com água sanitária no final da linha. Devido a seu tratamento contra um câncer, o prefeito anunciou ainda que vai se mudar para a sede da Prefeitura, no Viaduto do Chá, por tempo indeterminado.

A expectativa dos especialistas é de que aconteça um aumento diário do número de infectados pela doença, da ordem de 40% a 50%. Para atender a demanda nos serviços de saúde, a Prefeitura irá disponibilizar mais 490 novos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em até 20 dias.

O prefeito orientou a população que em casos suspeitos procurem as UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e deixem os hospitais para os que estão em estado mais grave.

As medidas incluem ainda a suspensão de todos os eventos promovidos por centros culturais municipais e todos os que exigem alvará da Prefeitura, inclusive os que já tiveram a autorização emitida. Assim como no Governo do Estado, o servidores públicos com mais de 60 anos e que não trabalham na área de saúde passarão a fazer home office, assim como os que integram grupos de risco. Férias deferidas ou programadas de servidores das áreas de saúde, segurança urbana, assistência social e serviço funerário também estão suspensas por 60 dias.

Os servidores que não se enquadram nas especificações para o home-office serão distribuídos turnos para evitar aglomerações no transporte público. Até o encerramento desta edição, na última quinta-feira, os parques municipais continuam abertos, porém essa informação pode ser alterada devido à necessidade.

Servidores com infecção pelo Coronavírus receberão licença para o tratamento de saúde. Os prédios municipais deverão manter a ventilação natural e adotar rotinas de limpeza e manutenção dos aparelhos de ar condicionado severas. Também serão adotadas medidas mais restritas de acesso aos prédios municipais.

Museus, bibliotecas, teatros e centros culturais públicos municipais permanecem fechados, além da suspensão de programas municipais que possam ensejar a aglomeração de pessoas, tais como o “Ruas Abertas”. 
 
Voltar

Veja a capa da edição:

Capa da Edição
Edição da semana

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919
Whatsapp  94861-1729






Veja as duas últimas edições
Ed. 2908 Ed. 2909

É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2020 ©.