Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em 88 bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 57 anos de tradição.
 
Hospital Municipal da Brasilândia tem inauguração anunciada
para ajudar no enfrentamento à pandemia
 
Foto: Prefeitura de SP
Hospital Municipal da Brasilândia será inaugurado em breve
para ajudar no enfrentamento à pandemia do covid-19



O Hospital Municipal da Bra­silândia, em obras desde 2015, teve sua inauguração anunciada pelo prefeito Bruno Covas no último dia 28, quando visitou o local acompanhado do secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido. Na ocasião, Covas afirmou que a unidade entra em funcionamento dentro de 40 dias. “Teremos mais 150 leitos de UTI, no Hospital da Brasilândia, para atender a cidade de São Paulo nessa luta contra o coronavírus”, afirmou o prefeito.

A estrutura do hospital terá ainda 30 leitos de enfermaria, exclusivamente para o tratamento de pacientes de covid-19. De acordo com o prefeito, dessa maneira serão 725 leitos a mais de UTI para atender a demanda durante a pandemia de coronavírus. Além de implementar a ofertas de leitos, o prefeito reforçou a importância do isolamento social para conter a propagação da doença e evitar a saturação do sistema de Saúde. “Quero insistir na importância do isolamento. Não há dicotomia entre Saúde e Economia”, afirmou Covas.

O secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, destacou a importância dos novos leitos, assim como das medidas para o isolamento social. “É fundamental associarmos as medidas de isolamento social à preparação da rede pública para o momento mais agudo de propagação da doença, que deve ocorrer em abril ou maio”, disse Edson Aparecido.

O Hospital Municipal da Brasilândia é uma demanda antiga da Zona Norte. As obras tiveram início em 2015, permaneceram paradas em 2016 para reavaliação de custos e foram retomadas em 2017. Trata-se de um hospital geral e maternidade com 305 leitos numa região com população estimada em 2,2 milhões de pessoas. De acordo com a Prefeitura, o investimento foi de R$ 275 milhões.
 
Voltar

Veja a capa da edição:

Capa da Edição
Edição da semana

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919
Whatsapp  94861-1729






Veja as duas últimas edições
Ed. 2908 Ed. 2909

É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2020 ©.