Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em 88 bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 56 anos de tradição.
 
Turismo
 Paschoal XIII
Foto: Divulgação
Alcachofra recheada com bacalhau


Festival da Alcachofra em São Roque

A Vila Don Patto, complexo gastronômico localizado no km 2,5 da Estrada do Vinho, em São Roque, a 60 km de São Paulo, aproveita a chegada da Primavera e a safra da alcachofra para incluir no cardápio dos seus restaurantes português e italiano receitas inéditas e saborosas de entradas, pratos principais e até sobremesas feitas com essa flor comestível - que deve ser colhida antes que floresça, para que possa ser consumida.

Até o dia 20 de novembro, turistas e clientes poderão saborear no restaurante português Don Patto, por exemplo, como entrada, fundo de alcachofra ao alho. A hortaliça também será servida in natura tanto fria (com vinagrete, molho rosé ou tártaro) quanto quente (salteada na manteiga). Nos pratos principais, a alcachofra acompanha talharim, camarões ou bacalhau.

No italiano La Pasta, a alcachofra pode ser encontrada recheada com ricota e espinafre. Também como entrada, o fundo de alcachofra ao molho de quatro queijos faz sucesso. O penne e o risoto com alcachofra são os pratos principais individuais, mas o polpetone e a lasanha são as opções para duas pessoas.

Os restaurantes servem uma novidade: a sobremesa feita com o fundo de alcachofra flambado com brandy na calda de mel e especiarias, servida com sorvete de creme.

Sobre a alcachofra

A safra da alcachofra acontece entre setembro e novembro. A região serrana de São Roque e, também, as cidades de Piedade e Ibiúna são os principais produtores do estado de São Paulo, respondendo por mais de 90% do seu cultivo no Brasil.

A alcachofra é procedente da região sul do mar Mediterrâneo, mais provavelmente do Magre­be, na África. Mas existem indícios da planta em estado natural na Tunísia. Há registros de que egípcios a conheciam. Os gregos teriam iniciado o seu cultivo na Sicília e na Magna Grécia.
Foi trazida ao Brasil pelos imigrantes italianos. Na região de São Roque, é cultivada há cerca de 150 anos, onde se adaptou ao clima da região. As partes comestíveis, chamadas de escamas ou pétalas, apresentam uma base carnosa.

O nome “alcachofra” provém do árabe al-kharshûf (que significa “planta espinhuda”). Já cynara - seu nome científico - vem do grego. Diz a lenda que Cynara seria o nome de uma jovem que rejeitou Zeus e, por isso, foi transformada nesta planta.

A hortaliça possui boas quantidades de vitamina A e C e de sais minerais, como o ferro, o cálcio e o fósforo. Também possui elementos eficientes que regulam o fígado, além de ser indicada nas dietas, em virtude de seu baixo teor calórico. Pela quantidade de vitamina C presente, a alcachofra é indicada no combate a anemias e ao raquitismo.

Sobre a Vila Don Patto

O complexo Vila Don Patto foi construído em um antigo vinhedo de propriedade de imigrantes portugueses de São Roque e tornou-se um centro de gastronomia e lazer. Ocupando diferentes platôs de uma montanha em meio à Mata Atlântica, ali funcionam um restaurante típico português, um italiano, uma boulangerie, um empório com adega e um café & grelhados, além de uma choperia, uma cervejaria e uma sorveteria.

A estrutura foi pensada para atender à família. Pode-se chegar cedinho para respirar o ar puro da montanha e tomar um café apreciando, do alto, a rica vegetação natural ou admirando o paisagismo do local. As crianças podem passar o dia no espaço kids ou no playground. O chope e a cerveja gelados podem abrir o apetite enquanto se decide qual restaurante escolher. Após o almoço, dois redários oferecem confortáveis redes para descanso à sombra do pergolado.

Antes de voltar para casa, vale uma passadinha na boulangerie e na adega para levar pães, massas, sucos e vinhos da Vila Don Patto. Ou, ainda, visitar a lojinha de artesanatos de variadas regiões do Brasil. A estrutura conta com estacionamento amplo para 750 carros e com um heliponto com capacidade para três helicópteros simultâneos à disposição dos clientes. Trata-se do único heliponto da região - homologado para pousos e decolagens diurnos e noturnos.

As promoções dos restaurantes são oferecidas semanalmente no site www.viladonpatto.com.br. Reservas e mais informações pelos telefones: (11) 4711-3001/98804-6035.

Foto: Projeto Arara Azul/Divulgação
Filhotes de Coruja Suindara


Aves do Recanto Ecológico Rio da Prata

O Recanto Ecológico Rio da Prata, atrativo turístico localizado em Jardim (MS), recebeu a visita de Carlos Cézar Corrêa, especialista do Projeto Arara Azul. Durante a visita foram realizadas vistorias nos ninhos artificiais instalados no atrativo, sendo que, dos 8 instalados dois estavam ocupados. Foram encontradas as seguintes espécies: uma coruja suindara Tyto furcata com filhotes e um falcão-relógio Micrastur semitorquatus com um ovo.

De acordo com o Portal Aves de Rapina, a Coruja Suindara, costuma nidificar em forros e sótãos de casas, celeiros, abrigos abandonados e torre de igrejas. Elas não constroem ninhos para postura e incubação, necessitam de uma cavidade inferior ou de uma pequena saliência.
Geralmente costuma botar de quatro a sete ovos e são incubados por, aproximadamente, 32 dias. Com 50 dias de vida, os filhotes já estão aptos para voar.

Essa espécie é ativa ao entardecer e amanhecer e também noturna. Costuma alimentar-se de pequenos roedores e insetos, ingerindo-os por inteiro.

Já o falcão-relógio é uma ave de pequeno porte, de difícil observação. Em geral, é mais escutado do que visto. Segundo informações do portal Wikiaves, botam de dois a três ovos com um período de incubação de 46 dias. Geralmente os ninhos são feitos dentro de cavidades, em árvores ocas, com múltiplas entradas, a uma altura entre 12 e 20 metros do solo. O ninho e seus arredores são constantemente vigiados pela fêmea que impede a aproximação de outras aves e primatas. Os filhotes abandonam o ninho com 46 - 50 dias.

O Recanto Ecológico Rio da Prata e Lagoa Misteriosa mantém a parceria com o projeto Arara Azul, desde fevereiro de 2012 quando foram instalados os primeiros ninhos artificiais nas dependências das fazendas. Sempre que podem ou são solicitados, os colaboradores do projeto realizam visitas de monitoramento dos ninhos e também dos filhotes que possam ser encontrados.

Observação de aves

O Recanto Ecológico Rio da Prata oferece um passeio voltado à observação de aves, com roteiro específicos. A atividade aproxima o ser humano com a natureza, desperta o espírito aventureiro e, também, a capacidade de concentração e paciência. Para mais informações, acesse: www.riodaprata.com.br

Foto: Mateus Lustosa/Divulgação
Parque da Expoflora


Corrida das Flores em Holambra

Para comemorar o aniversário de Holambra, que acontece em outubro, a NL Sports e a Inov Fitness & Eventos realizam, no dia 14, a Corrida das Flores. Serão 7 km de corrida ou 3 km de caminhada. A largada será no estacionamento do Parque da Expoflora, às 8 horas, com direito a Chuva de pétalas. A iniciativa tem como objetivo promover a qualidade de vida por meio da prática de esportes.

As inscrições vão até o dia 12 de outubro, ou até que se atinjam 2 mil inscritos, e são realizadas pelo site corridadasflores.com.br. A taxa é de 89 reais, incluso o kit de participação. Para atletas com mais de 60 anos, o valor é de 44,50 reais. O kit pode ser retirado nos dias 12 e 13 de outubro, das 10 às 18 horas, na Decathlon Campinas, ou no dia do evento, a partir das 6h30.

Percurso

O percurso será pela Rua dos Girassóis, Alameda Maurício de Nassau, passando pelo Jardim do Amor, contornando o lago até a Rua Frésias. Depois, segue pela Rua Campo das Palmas, Rota dos Imigrantes e Rua Dória Vas­concelos, retornando ao Parque da Expoflora pela Rua Mário Bo­nomo. A caminhada será feita apenas no trecho entre as Ruas Girassóis e Frésias, contornando o lago e retornando pelo mesmo caminho.

Serão premiados com troféus na categoria Corrida 7K os três primeiros colocados da classificação geral (feminino e masculino) e, com medalhas, os três primeiros de cada faixa etária - de 16 a 25 anos; de 26 a 35; de 36 a 45; de 46 a 55; de 56 a 64 e de 65 anos ou mais. A cerimônia de premiação tem início previsto para 30 minutos após o final da prova. Também haverá sorteio de brindes e outras atrações surpresa. Para mais informações é só acessar: www.corridadasflores.com.br


Desejamos a todos a melhor viagem!

Voltar
 

Veja a capa da edição:

Capa da Edição

Edição da semana

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919


Doe

É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2019 ©.