ÓTica Voluntários




Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em diversos bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 59 anos de tradição.
 
Reorganização na rede estadual de ensino
cria 754 escolas de ciclo único
 
Foto: Diogo Moreira/Secretaria Estadual da Educação
Estudantes em todo o Estado devem mudar de
escola a partir da reorganização



O Secretário Estadual da Educação, Herman Voorwald, anunciou na última segunda feira o estudo que envolve a reorganização da rede escolar iniciado há cerca de um mês. Segundo a secretaria, o estudo tem como objetivo aproveitar o cenário demográfico para a melhoria da qualidade de ensino no Estado.

A reorganização da rede atende a dois fatores: uma mudança demográfica no Esta­do, que, desde 1998, teve um declínio de 2 milhões de alunos em suas unidades de ensino; e constatação de que escolas de segmento único, modelo a ser intensificado, têm um rendimento até 28,4% superior às demais.


“O momento é propício para mudanças e elas são necessárias. O rol de prédios construídos nos últimos anos atende a uma população que diminuiu consideravelmente e, por isso, é possível que agora entreguemos escolas melhores, focadas em ações pedagógicas para cada etapa do ensino”, afirma o Secretário da Educação, Herman Voorwald.


O tema tem gerado muita polêmica entre pais, professores e alunos, porém a Secretaria Estadual da Educação anunciou na última segunda-feira as medidas para a reorganização escolar. A partir dessa reorganização, as escolas do Estado devem funcionar em ciclos únicos, ou seja, separando as unidades de acordo com a faixa etária e segmento escolar. Dessa forma, as principais medidas da reorganização são:

•A criação de mais 754 escolas de ciclo único, focadas em uma única faixa etária. Assim, 2.197 escolas em todo o Estado (43% do total) passarão a funcionar neste modelo a partir de 2016;

•A abertura de 2.956 classes hoje ociosas;

•A diminuição de 18% de escolas de dois segmentos, passando de 3.209 para 2.635.


Foto: Diogo Moreira/Secretaria Estadual da Educação
Escolas devem funcionar em ciclos únicos



De acordo com o resultado do Idesp (2014), as escolas de segmento único dos Anos Iniciais tiveram um rendimento 14,8% superior às demais; as escolas de segmento único dos anos finais, 15,2%; e as escolas de segmento único do Ensino Médio, 28,4% superior.

Discutido, regionalmente, o estudo da Secretaria Estadual de Educação levou em consideração a realidade demográfica e especificidades de cada município. Os critérios para as mudanças incluíram o número máximo de alunos por sala e o deslocamento limite de 1,5 km da atual escola para a nova unidade. Ao todo, cerca de 340 mil alunos deverão mudar de escola em todo o Estado.

                                  Dia E será dedicado ao esclarecimento de dúvidas

Para ouvir os responsáveis e esclarecer dúvidas, a Secretaria da Educação criou o chamado “Dia E”, da Educação, que acontecerá em 14 de novembro, em todas as escolas do Estado.
Informações também podem ser obtidas pela internet ou por carta. Além da reorganização, a secretaria tem trabalhado para a atualização do cadastro dos alunos. Para isso, pais ou responsáveis devem atualizar os dados dos filhos estudantes na rede estadual pelo site www.atualizeseusdados.educacao.sp.gov.br.

 
Voltar

Veja a capa da edição:

Capa da Edição

Um bom jornal é você quem faz!

500 mil leitores

As melhores ofertas
estão nesta edição

classimoveis

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919
Whatsapp  94861-1729
 
Veja as duas últimas edições
Ed. 3017 Ed. 3018
 

É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2022 ©.