Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em 88 bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 57 anos de tradição.
 
Hospital São Camilo adere à campanha de maio e ilumina fachadas de roxo
 
Foto: Divulgação
Objetivo da ação é alertar a população sobre a importância
do diagnóstico precoce da Doença Inflamatória Intestinal (DII)



Dores abdominais, diarreia ou constipação, sintomas comuns que podem ocorrer, esporadicamente com todos, servem também de alerta para uma doença incomum, mas que afeta cerca de 5 milhões de pessoas no mundo - Doença Inflamatória Intestinal (DII).

O termo DII, que engloba basicamente a Doença de Crohn e a Retocolite Ulcerativa, caracteriza-se por um processo inflamatório crônico do Aparelho Digestório que provoca dores e pode impactar, profundamente a qualidade de vida do paciente.

Em apoio à campanha mundial de conscientização sobre a DII, durante todo o mês de maio, a Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo iluminará as fachadas das Unidades Pompeia, Santana e Ipiranga com a cor roxa.

O mês foi escolhido pela EFCCA (em português, Federa­ção Europeia de Asso­ciações de Crohn e Colite Ulcerativa), que definiu a data de 19 de maio, como o Dia Mundial das Doenças Inflamatórias Intestinais, sendo apoiada e propagada por diversos países do mundo.

O Hospital São Camilo também divulgará conteúdos em suas redes sociais com informações sobre a DII, além de utilizar seus canais de comunicação interna para propagar informações e orientações sobre os sintomas e tratamentos da doença.

O principal objetivo da ação é levar informação ao público, aumentando as chances de um diagnóstico precoce. “Devido à falta de conhecimento sobre a doença, muitas pessoas não procuram um médico, o que pode agravar o quadro”, destaca o dr. Henrique Perobelli, coloproctologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo.

Segundo ele, entre as consequências clínicas do atraso no diagnóstico, estão a queda na qualidade de vida do paciente e o aumento no risco de surgimento de câncer e anemia. 
 
Voltar

Veja a capa da edição:

Capa da Edição
Edição da semana

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919
Whatsapp  94861-1729






Veja as duas últimas edições
Ed. 2908 Ed. 2909

É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2020 ©.