Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em 88 bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 57 anos de tradição.
 
Neste domingo (21) lembramos a trajetória do jornalista Ary Silva, fundador de AGZN
 
Foto: Arquivo AGZN
O saudoso jornalista Ary Silva
comemoraria aniversário
no próximo domingo



Neste domingo, 21 de junho, recordamos de forma especial o saudoso jornalista Ary Silva, fundador de A Gazeta da Zona Norte. Se vivo fosse, o jornalista estaria celebrando seu 103º aniversário. Nascido em 21 de junho de 1917, Ary Silva foi um dos jornalistas esportivos mais conhecidos de sua época, tornado-se grande comentarista esportivo do rádio e, posteriormente da televisão, reconhecido como primeiro comentarista da TV brasileira. Além do seu grande destaque no jornalismo e no mundo esportivo, Ary Silva teve uma relevante atuação política, tornando-se vereador pela cidade de São Paulo durante a gestão do prefeito Prestes Maia entre 1956 e 1966, ano em que foi eleito deputado estadual.

Em sua trajetória política, Ary Silva trabalhou intensamente para trazer para a Zona Norte importantes obras, que possibilitaram nos anos seguintes o seu desenvolvimento. Entre elas, a mais emblemática foi a viabilização do alargamento da Avenida Cruzeiro do Sul e construção da ponte de mesmo nome, obra fundamental para ligar a região rapidamente ao centro e, posteriormente as obras do Metrô, fatores inquestionáveis para o progresso local. Em reconhecimento ao trabalho pela Zona Norte, seu nome foi incluído na denominação da Ponte Cruzeiro do Sul-Jornalista Ary Silva, a partir da Lei nº 15.161 de 17 de maio de 2010.

Justamente devido ao seu reconhecimento como jornalista e sua visão em prol da região, em 1963, Ary Silva decidiu lançar um jornal para defender os interesses específicos da Zona Norte que muitas vezes não encontravam espaço na imprensa diária. Os princípios éticos do jornalismo, cidadania e bem comum foram seus principais pilares para elaborar a linha editorial da A Gazeta da Zona Norte que, mesmo após seu falecimento em 2001, continua circulando de acordo com as diretrizes elaboradas por seu fundador. Esses são apenas alguns dos mais importantes fatos lembrados na data, lembrada pela marca de seu aniversário de nascimento.

Nascido em 21 de junho de 1917 na cidade de São Paulo, Ary Silva marcou época no jornalismo esportivo como comentarista no rádio e na televisão, vindo a cobrir importantes eventos internacionais e participado diretamente em importantes momentos do esporte brasileiro. Sua carreira jornalística começou em 1936 como repórter dos Diários Associados, onde trabalhou por 45 anos, onde criou a coluna “Torcida Amiga, Bom-Dia”, na qual trazia análises e comentários sobre os acontecimentos esportivos.

Em meados da década de 40, Ary Silva trabalhou na Rádio Bandeirantes onde foi comentarista do programa “Bola ao Ar”, atração na qual continuou utilizando a expressão “Torcida Amiga, Bom-Dia”, que nomeia a coluna de esporte de A Gazeta da Zona Norte até os dias atuais. O jornalista Ary Silva atuou ainda nas rádios Nacional e Excelsior, que foram incorporadas pelo Sistema Globo. Nesse mesmo período criou A Gazeta da Zona Norte, que circulou pela primeira vez em 3 de fevereiro de 1963.

A atuação do jornalista Ary Silva no jornalismo esportivo o levou a colaborar diretamente em alguns dos mais importantes momentos do esporte brasileiro. Entre eles, está sua participação na comissão formada por Paulo Machado de Carvalho para levar o Brasil a vencer as Copas de 1958 na Suécia e no Chile em 1962, juntamente com Paulo Planet Buarque e Flávio Iazzeti. Ary Silva atuou ainda na direção da Escola de Árbitros da Federação Paulista de Futebol, vindo a participar do Conselho Nacional de Desportos e do Con­selho Municipal de Esporte.

O jornalista Ary Silva também é lembrado como sócio-fundador do Sindicato dos Jor­nalistas de São Paulo e como primeiro presidente de Asso­ciação dos Cronistas Espor­tivos do Estado de São Paulo (Aceesp), além de outras entidades representativas da profissão.

Foto: Arquivo AGZN
Jornalista Ary Silva teve grande destaque
no rádio e a partir da década
de 50,
tornou-se o primeiro comentarista
esportivo da televisão brasileira



Em sua trajetória política como vereador pela cidade São Paulo entre 1956 a 1966 e posteriormente como deputado estadual, atuou para trazer obras importantes para a Zona Norte. O mais lembrado projeto realizado é o alargamento da Avenida Cruzeiro do Sul e construção da ponte de mesmo nome. A mais emblemática foi o alargamento da Avenida Cruzeiro do Sul e a construção da ponte de mesmo nome. Em sua homenagem, o então prefeito Gilberto Kassab sancionou em maio de 2010 o projeto de lei de autoria do vereador Wadih Mutran, que alterou o nome da Ponte Cruzeiro do Sul para Ponte Cruzeiro do Sul-Jornalista Ary Silva. Essa homenagem tornou-se oficial a partir da Lei nº 15.161, publicada na edição de 17 de maio de 2010 do Diário Oficial do Município.

Entre outras melhorias que contaram com seu trabalho político podemos destacar as negociações para a chegada do metrô à região, a construção da Ponte Vila Guilherme e dos acessos às pontes Vila Maria, Limão, Casa Verde e Bandeirantes; abertura de avenidas fundamentais como Brás Leme, Joaquina Ramalho, Engenheiro Caetano Álvares e Luís Dumont Villares, alargamento da Avenida Nova Can­tareira, construção do cemitério Chora Menino, da Maternidade de Vila Nova Cachoeirinha, além da instalação de Centros Es­portivos Educacionais Tho­mas Mazzoni, em Vila Maria e Alfredo Trindade, no Jd. São Paulo.

Em um dos principais acessos à Zona Norte, na Praça Campo de Bagatelle, temos outro importante marco do trabalho do jornalista Ary Silva, que atuou na idealização do monumento 14-Bis. Esses são alguns dos fatos históricos que podemos destacar na história do fundador da A Gazeta da Zona Norte que, em muitos momentos, se confunde com os fatos marcantes do desenvolvimento da região em sua época. Ary Silva faleceu em 6 de abril de 2001. 
 
Voltar

Veja a capa da edição:

Capa da Edição
Edição da semana

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919
Whatsapp  94861-1729




FAKE NEWS - FIQUE ATENTO!

 

Veja as duas últimas edições
Ed. 2914 Ed. 2915

É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2020 ©.