Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em 88 bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 57 anos de tradição.
 
Morre o jornalista José Paulo de Andrade, ícone do rádio e das manhãs paulistanas
 
Foto: AGZN
José Paulo de Andrade morre aos 78 anos, na cidade de São Paulo



Na manhã dessa sexta-feira (17), morreu o jornalista José Paulo de Andrade, aos 78 anos, em São Paulo. Zé Paulo, como era chamado, estava internado no Hospital Albert Einstein, desde o dia 7 de julho, após ser diagnosticado com covid-19. Nascido em São Paulo em 1942, José Paulo era bacharel de Direito, formado pela Faculdade de Direito do Largo São Francisco, da Universidade de São Paulo (USP). O jornalista começou a trabalhar na rádio em 1960, aos dezoito anos, como rádio escuta na Rádio América. Em 1969, esteve no campo do Maracanã reportando o jogo do Santos contra o Vasco, que culminou com o milésimo gol de Pelé. Atuou como narrador esportivo em 1963 e, trabalhou por 57 anos na Rádio Bandeirantes onde fez história ao apresentar "O Pulo do Gato", o programa estreou em 1973.

José Paulo participou de debates políticos na televisão e foi âncora de telejornais tais como: Titulares da Notícia, Jornal de São Paulo, Rede Cidade, Band Cidade e Entrevista Coletiva. Ainda na TV Bandeirantes, interpretou Don Diego/Zorro em As Aventuras do Zorro, em 1969.

Em nota, o Grupo Bandeirantes lamentou a morte do apresentador. "Com uma voz firme, amplo conhecimento político-econômico, são-paulino fanático e um dos maiores formadores de opinião do Brasil, José Paulo tinha um coração gigante e um caráter ímpar. Com 57 anos de Rádio Bandeirantes, José Paulo de Andrade deixará um legado indiscutível, um vazio enorme e muitas saudades".

A história do Zé Paulo foi contada em 2018, no livro “Ninguém segura esse gato”, escrito pelo jornalista Cláudio Junqueira.
O radialista ficará eternizado por sua participação diária no comando do programa Pulo do Gato, da Rádio Bandeirantes, tornando-se um ícone das manhãs paulistanas. Em 2009, o jornalista foi eleito pela Revista Veja como uma das pessoas que tinha a cara de São Paulo. Nesta manhã, todos nós perdemos um grande jornalista e ser humano. José Paulo de Andrade era casado, tinha dois filhos e uma neta.
 
Voltar

Veja a capa da edição:

Capa da Edição
Edição da semana

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919
Whatsapp  94861-1729




FAKE NEWS - FIQUE ATENTO!

 

Veja as duas últimas edições
Ed. 2917 Ed. 2918

É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2020 ©.