Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em 88 bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 57 anos de tradição.
 
Basílica Sant’Ana: Em seu Ano Jubilar Igreja Matriz e
Paróquia de Sant’Ana recebe o Título de Dignidade de Basílica Menor
 
Foto: Basílica de Santana
Igreja Matriz e Paróquia de Sant’Ana foi elevada à Basílica Menor


No último domingo (26) de julho, a Paróquia de Sant’Ana, em seu ano jubilar (125 anos da Paróquia), foi comemorado o Dia de São Joaquim e Santa Ana, avós de Jesus, e também foi concedido o título de Basílica Menor. O evento foi realizado com a presença do Cardeal Dom Odilo, Arcebispo de São Paulo, Dom Jorge Pierozan, Bispo auxiliar de São Paulo da Região Sant’Ana e Dom Sergio de Deus, Bispo de Foz do Iguaçu, que foi vigário episcopal na Região Santana. A missa também contou com a presença de bispos convidados de outras regiões de São Paulo e, com a participação do Coral Arautos do Evangelho.

Na ocasião foi lido um anúncio público da concessão e proclamação do título, de que a Igreja Matriz e Paróquia de Sant’Ana foi elevada à Basílica Menor. A Missa foi presidida pelo Cardeal Odilo Pedro Scherer, e o decreto emitido pela Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, foi entregue à comunidade. Foi oficializado a elevação da Igreja Matriz à Dignidade de Basílica Menor, que foi concedido pelo Papa Francisco. O Pároco, Padre José Roberto Abreu de Mattos, na ocasião foi nomeado Reitor da Nova Basílica.

A Paróquia Sant’Ana, comemora 125 anos de criação, a partir dela centenas de paróquias nasceram e o bairro de Santana formou-se em torno da paróquia.

Foram exaltados duas insígnias basilicais, ou seja, símbolos que identificam a Dignidade de Basílica.

Umbrela basilical ou conopeu, tem o formato de um guarda-sol semiaberto, nas cores amarelo e vermelho, com os brasões do Papa que concedeu o título, do Arcebispo da época da concessão, a Arquidiocese à qual pertence à Igreja, da própria Basílica e do Reitor da época.

Tintinábulo: é uma insígnia que a Santa Sé concede às Igrejas com o título honorífico de Basílica, concedido pelo Papa. Consiste num pequeno sino que figura na procissão de Corpus Christi e outras solenidades. A função do objeto é chamar a atenção dos fiéis para a passagem dos cortejos das basílicas. Nele tem a imagem da Padroeira e o Brasão da Arquidiocese, a qual pertence à Basílica.

No final da Missa houve a inauguração da placa de Basílica Menor.

O Reitor Padre José Roberto Abreu de Mattos, discursou ao final da Missa e explicou que nos últimos meses, a igreja esteve fechada devido à pandemia do novo coronavírus. E destacou que nesse período, foram concluídas as obras de restauro e a pintura no interior da Matriz. E concluiu dizendo que: “Afirmarmos que as portas do templo, a partir de hoje, voltam a se abrir, de forma que, com a colaboração de pessoas de boa vontade, possamos continuar a desempenhar nosso apostolado diário, inclusive com os mais pobres que, nesta casa encontram refúgio”, disse.

Fotos: Divulgação
Da esquerda para a direita: Dom Odilo, Arcebispo de São Paulo,
Pároco, Padre José Roberto Abreu de Mattos, Reitor da Nova Basílica e Dom Jorge Pierozan, Bispo-auxiliar de São Paulo
da Região Sant’Ana
Umbrela basilical e Tintinábulo símbolos que
identificam a Dignidade de Basílica

No Brasil

No Brasil, há 65 basílicas menores, a maior e mais famosa é a de Nossa Senhora Aparecida, no interior de São Paulo, a segunda maior basílica do mundo em dimensões, sendo menor do que a Basílica de São Pedro, na cidade do Vaticano.

São Paulo

Na cidade de São Paulo há quatro basílicas, sendo três delas no território da Arquidiocese: Basílica Abacial Nossa Senhora da Assunção (Mosteiro de São Bento), Basílica Santíssimo Sa­cramento (Paróquia Santa Ifi­gênia) e Basílica Nossa Se­nho­ra do Carmo, na Bela Vista. A Basílica Santuário Nossa Se­nhora da Penha, na Zona Leste da Capital, agora pertence à Diocese de São Miguel Paulista, criada em 1989.

 
Voltar

Veja a capa da edição:

Capa da Edição
Edição da semana

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919
Whatsapp  94861-1729




FAKE NEWS - FIQUE ATENTO!

 

Veja as duas últimas edições
Ed. 2917 Ed. 2918

É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2020 ©.