Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em 88 bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 57 anos de tradição.
 
Dia Nacional de Zumbi dos Palmares e da Consciência Negra
 
Foto: Waldson Costa/G1
O Quilombo dos Palmares, maior centro de 
resistência negra do Brasil Colonial em Serra

No Rio Grande do Sul em 1970, um grupo de quilombolas criou o dia 20 de novembro como o Dia da Consciência Negra, data para homenagear o líder do Quilombo dos Palmares, Zumbi dos Palmares, que foi assassinado nesse dia por tropas coloniais brasileiras, no ano de 1695. 

A Consciência Negra foi instituída e foi transformada em Lei nº 12.519 no dia 10 de novembro de 2011, celebrado em 20 de novembro e, como dito anteriormente traz como referência a morte de Zumbi, (20 de novembro de 1695) que é uma figura histórica como símbolo de resistência e líder do Quilombo dos Palmares. A localização do Quilombo ficava onde é hoje o estado de Alagoas, na Serra da Barriga, que fica a cerca de 76,4 km do município de União dos Palmares, situado a 9 quilômetros de Maceió, capital do estado de Alagoas e, lá viveram mais de 20 mil pessoas entre 1597 a 1695. 

Zumbi foi um dos maiores líderes negros do Brasil que lutou para a libertação do seu povo e contra o sistema escravista, na época do Brasil Colonial e, representa no plano simbólico, a herança histórica da população negra no processo de libertação e de luta por direitos violados.

Atualmente, existe uma série de estudos que procuram reconstituir a biografia desse importante personagem da resistência à escravidão no Brasil.

Foto: Reprodução
O feriado é uma homenagem
a Zumbi dos Palmares que foi
assassinado nesse dia por
tropas coloniais brasileiras,
e por ser símbolo de resistência


A Lei nº 12.519 que foi criada durante o governo de Dilma Rousseff, não foi transformada em feriado nacional, portanto, os governos de cada estado e cidade do Brasil devem optar por ser feriado ou não. 

A Lei também traz a inclusão da temática “História e Cultura Afro-Brasileira” no currículo escolar, resgatando a contribuição do povo negro nas áreas social, econômica e política pertinente à História do Brasil. O Dia da Consciência Negra surgiu para lembrar o quanto os negros sofreram, o quanto lutaram e conquistaram desde a colonização do Brasil, mas também serve para homenagear àqueles que lutaram pelos direitos da raça e seus principais feitos.

Essa data é importante para lembrarmos de que a nossa sociedade foi construída por meio da escravidão. E, mesmo que tenha melhorias a falta de oportunidade para a população negra continua grande, e o racismo está presente nos detalhes do cotidiano. Zumbi é considerado um dos grandes líderes de nossa história, é símbolo da resistência e luta contra a escravidão, lutou pela liberdade de culto, religião e prática da cultura africana no Brasil Colonial. 

Neste ano devemos lembrar que o prefeito da Cidade de São Paulo, Bruno Covas, assinou um decreto e foi publicado no Diário Oficial no dia 19 de maio de 2020, sobre o adiantamento do feriado em função da pandemia da Covid-19. Portanto, não haverá feriado nesta sexta-feira (20). O objetivo era aumentar o isolamento social por conta do coronavírus.
 
Voltar

Veja a capa da edição:

Capa da Edição
Edição da semana

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919
Whatsapp  94861-1729



FAKE NEWS - FIQUE ATENTO!

Veja as duas últimas edições
Ed. 2935 Ed. 2936

É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2020 ©.