Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em 88 bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 58 anos de tradição.
 
Coleta seletiva aumenta 12% durante o primeiro ano de quarentena
 
Divulgação
Foram recolhidas cerca de 92,6 mil toneladas de recicláveis em 2020,
contra 82,4 mil toneladas no período anterior: um aumento de 10,1 mil toneladas


A Prefeitura, por meio da Autoridade Municipal de Lim­peza Urbana (AMLURB), realizou um estudo com o intuito de compreender o impacto da pandemia do novo Coronavírus nos resíduos sólidos coletados na capital. De acordo com esse levantamento, que comparou dados atuais com os do ano anterior, a cidade registrou um crescimento histórico nos números de coleta seletiva durante o primeiro ano de quarentena. Houve um aumento de 12% durante 2020, quando foram coletadas cerca de 92.6 mil toneladas de recicláveis, contra 82,4 mil toneladas no período anterior, um aumento de 10,1 mil toneladas.

De janeiro a dezembro do último ano foram coletadas 94.4 mil toneladas de resíduos secos passíveis de reciclagem: um crescimento de 17.4%, comparado ao mesmo período de 2019.

O estudo atribui esse crescimento não somente ao período de isolamento social, onde foi observado maior adesão do paulistano à reciclagem, mas também às iniciativas promovidas pela Prefeitura em Educação Am­biental, como as ações de conscientização porta a porta - em que equipes orientam os munícipes sobre o horário de coleta, descarte correto dos resíduos, endereços dos Ecopontos mais próximos e a importância da separação dos materiais para a reciclagem.

Recicla Sampa

Além dessas ações, o município também promove o Recicla Sampa, movimento lançado em 2019 que busca ampliar a adesão da população à coleta seletiva na cidade, por meio de uma plataforma on-line com amplos conteúdos sobre reciclagem.
O relatório também apresentou o comportamento dos resíduos provenientes do serviço de coleta domiciliar comum, que apresentaram certa estabilidade durante o período, com uma variação de -2%.

Varrição

Em contrapartida, os resí­duos recolhidos na limpeza e varrição de ruas e logradouros da cidade apresentaram uma queda de -10%. Neste período, foram coletadas cerca de 71.6% mil toneladas de resí­duos de varrição, contra 79.9% mil toneladas. Estima-se que essa queda tenha acontecido em decorrência da diminuição do fluxo de pessoas nas ruas, já que os planos de trabalho tiveram ampliações como: a expansão das equipes de limpeza e lavagens em torno dos hospitais, pontos de ônibus e terminais de trem e metrô.

De janeiro a dezembro do ano passado, a Prefeitura coletou cerca de 77,2 mil toneladas de resíduos de varrição e limpeza de papeleiras, menor número nos últimos cinco anos. O isolamento social provocado pela pandemia e as restrições nos estabelecimentos comerciais apontam para menor geração de lixo nas vias da cidade.

Para ter acesso a todos os quantitativos, aces­se:
http://www.capital.sp.gov.br/noticia/coleta-seletiva-aumenta-12-durante-o-primeiro-ano-de-quarentena

 
 Voltar

Veja a capa da edição:

Capa da Edição
Edição da semana

Comunicado

Devido à Fase Emergencial na Capital, informamos que nossa próxima edição será distribuída na quinta-feira (22/4), com fechamento na quarta-feira (21/4). Agradecemos a compreensão de todos!  A Direção 

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919
Whatsapp  94861-1729




FAKE NEWS - FIQUE ATENTO!

Veja as duas últimas edições
Ed. 2955 Ed. 2956

 

É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2021 ©.