LIGUE 180



Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em 88 bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 58 anos de tradição.
 
Edital para retomada das obras do Rodoanel Norte
é esperado para o segundo semestre deste ano
 
Foto: AGZN
Trecho Norte do Rodoanel pode ser retomado em 2022

A Consulta Pública sobre a concessão do Trecho Norte do Rodoanel encerrou no último dia 30 de junho o recebimento de contribuições ao projeto. Desde o dia 28 de maio, foram encaminhadas 165 contribuições ao projeto feitas por prefeituras, munícipes, escritórios de advocacia, empresas da área de infraestrutura e engenharia.

De acordo com a ARTESP - Agência Reguladora de Ser­viços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo, responsável por esse processo, o objetivo é tornar a obra transparente e esclarecer junto à população o modelo proposto para a retomada das obras. 

A atual etapa do processo de licitação do Rodoanel Norte envolve a análise técnica das manifestações e contribuições recebidas. A previsão é de que, na primeira quinzena de julho, seja disponibilizado um completo Data Room bilíngue (em inglês e português), com todas as informações sobre a licitação, assim como documentos, levantamento de dados e estudos sobre o projeto, a fim de que os investidores possam montar suas propostas com mais segurança. A publicação do Edital é esperada para o segundo semestre deste ano. 

Já a retomada efetiva das obras está prevista para o primeiro semestre de 2022. Essa é mais uma tentativa do governo do Estado para entregar o Trecho Norte do Rodoanel, que deveria ser concluído em 2014, mas segue parado desde 2019. Através do processo de concessão, as obras devem ser concluí­das pela iniciativa privada, que posteriormente terá o direito de explorar comercialmente a via através de pedágio.

Com 44 km de extensão, esse trecho do Rodoanel passará pelos municípios de São Paulo, Arujá e Guarulhos. Até o momento, as obras já custaram R$ 6,3 milhões e, de acordo com o governo do Estado, serão necessários algo em torno de R$ 4 bilhões para sua conclusão, incluindo obras e despesas de operação do trecho pedagiado.

Além dos diversos atrasos, as obras já realizadas apresentam uma série de problemas em sua estrutura. Um estudo do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), contratado pelo governo de São Paulo, encontrou, em fevereiro de 2020, cerca de 1.300 falhas no projeto. Dessas, 59 são consideradas falhas graves.

Outro problema que o governo do Estado terá que enfrentar será as inúmeras ocupações irregulares que cresceram ao longo da rodovia abandonada nos últimos anos. 
 
 Voltar

Veja a capa da edição:

Capa da Edição
Edição da semana

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919
Whatsapp  94861-1729
 
Veja as duas últimas edições
Ed. 2978 Ed. 2979
 

É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2021 ©.