LIGUE 180



Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em 88 bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 58 anos de tradição.
 
Santana: Rua Leite de Moraes: comerciantes destacam problemas
provocados pela circulação de ônibus articulados nesta via
 
Foto: AGZN
Ônibus articulados prejudicamo fluxo
na conversão
entre a Rua Voluntários
da Pátria e Leite de Moraes


Com mais de 23 metros de extensão, os ônibus articulados foram adotados na cidade de São Paulo como forma de otimizar o transporte público. Porém, dependendo das vias nas quais circulam ou fazem ponto final, sua extensão pode trazer complicações para o trânsito, fluxo de pedestres e até impactar o comércio.

De acordo com um grupo de comerciantes e frequentadores de Santana, esse é o caso da Rua Leite de Moraes. Co­merciantes estabelecidos nesta via relatam ter problemas principalmente quando há grande número de ônibus estacionados. Nos dois lados da rua, é frequente a formação de uma espécie de paredão formados pelos ônibus estacionados no momento de embarque e desembarque de passageiros, prejudicando a visualização dos estabelecimentos, assim como muitas vezes impedindo atividades como “carga e descarga” de mercadorias.

Além disso, também são muitos os relatos de problemas provocados no trânsito, principalmente no momento que os ônibus seguem da Rua Vo­luntários da Pátria e acessam a Rua Leite Moraes, causando lentidão no fluxo. “Fica perigoso também para os pedestres atravessarem a rua. Principalmente se for pessoa idosa ou com problema de mobilidade”, observa Cassio Oliveira, que há muito tempo trabalha na região.

Uma alternativa apontada por Oliveira seria utilizar o espaço do canteiro central da Avenida Cruzeiro do Sul para a acomodação desses ônibus. “Seria uma forma de aproveitamento desse espaço em toda a cidade”, afirma. Reivindicando uma solução para esse problema, em agosto foi entregue ao vereador Gilberto Nascimento um abaixo assinado com cerca de 400 assinaturas, solicitando providências a respeito. Segundo os organizadores do abaixo-assinado, o vereador comprometeu-se a encaminhar aos órgãos competentes e a reivindicação deve ser analisada.
 
 Voltar

Veja a capa da edição:

Capa da Edição

Edição da semana

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919
Whatsapp  94861-1729

 
Veja as duas últimas edições
Ed. 2973 Ed. 2974
 

É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2021 ©.