LIGUE 180



Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em 88 bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 58 anos de tradição.
 
Plano de Desenvolvimento Turístico do Polo de Ecoturismo da Cantareira é lançado 
 
Foto: AGZN
Horto Florestal (foto) e Parque Estadual da Cantareira estão inseridos
no plano de desenvolvimento do turismo na região


Na última terça-feira (28), a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo (SMDET) lançou o Plano de Desenvolvimento Turístico do Polo de Ecoturismo da Canta­reira, documento fruto de ampla pesquisa, que aponta diretrizes para promoção do setor na região que abriga uma das maiores florestas urbanas do mundo. Um dos objetivos esperados por esta iniciativa é atrair mais investimentos por meio do turismo rural, turismo de base comunitária-indígena nas aldeias guarani, entre outros.

“A cada dia a cidade de São Paulo melhora mais a sua política ambiental, principalmente com relação aos polos de ecoturismo. Hoje temos 48,13% de áreas com cobertura vegetal e nosso grande desafio é não deixar que esse índice seja reduzido, ao contrário, que possamos avançar e chegar a 50%. Por isso, que ações como essa, de incentivo e preservação do Meio Ambiente e ao Ecoturismo são necessárias”, destacou o prefeito Ricardo Nunes.

Entre as estratégias de desenvolvimento detalhadas no Plano estão: criação de uma instância de governança e articulação de ações com cidades vizinhas, como Mairiporã, que se conectam por meio da Serra da Cantareira, além de melhorar as condições de acesso e mobilidade, infraestrutura e preservação da memória histórica e cultural da região.

No perímetro do Polo de Ecoturismo da Cantareira estão inseridos dois parques estaduais: Cantareira e Alberto Löfgren, o Horto Florestal, que possuem Mata Atlântica nativa, áreas de Lazer, Esporte, Gastronomia, além de um grande manancial, que produz água para o abastecimento da região metropolitana de São Paulo.

O material começou a ser elaborado entre os meses de outubro e dezembro de 2020. A partir da coleta de dados e análise, a publicação propõe estratégias e ações que devem direcionar as políticas públicas e investimentos para ampliar o acesso às atividades realizadas no Polo, aos espaços de lazer, alimentação, investimentos e hospedagem do perímetro, além da estruturação de serviços turísticos.

Uma das principais necessidades identificadas é a capacitação relacionada à hospitalidade para formação de mão de obra qualificada local. Com o apoio da Agência São Paulo de Desenvolvimento - Ade Sampa, uma das prioridades do Plano é promover programas de capacitação de monitores e guias de turismo para a condução de grupos para dentro do Parque Estadual da Cantareira.

O secretário estadual de In­fraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido, destacou a importância do Ecoturismo para a geração de empregos e preservação da natureza. 

Os atrativos do Polo são utilizados por moradores da Zona Norte, seguido por habitantes de municípios vizinhos, o que mostra um enorme potencial a ser desenvolvido alcançando todas as regiões da cidade. Assista ao lançamento do plano: https://www.facebook.com/spsmdet/videos/1134718700389340
 
 Voltar

Veja a capa da edição:

Capa da Edição

Edição da semana

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919
Whatsapp  94861-1729
 
Veja as duas últimas edições
Ed. 2978 Ed. 2979
 

É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2021 ©.