LIGUE 180



Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em diversos bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 59 anos de tradição.
 
Doenças respiratórias: como se cuidar no outono-inverno
 
Foto: Freepik/Divulgação
A lavagem nasal pode ser uma boa solução para 
aliviar o nariz entupido de crianças e idosos


Sabe aquele ditado de vó: não pegue friagem que vai ficar resfriado? Pois é, tem um fundo de verdade. Ape­sar de as doenças respiratórias estarem mais relaciona­das com agentes nocivos - como bactérias, vírus ou áca­ros - mudanças bruscas de temperatura podem ser pre­judiciais para o corpo segundo a dra. Milena Costa, otor­ri­nolarin­gologista, membro da Sociedade Brasileira de Otor­rinolaringologia. “É impor­tante evitar contrastes de tem­peratura, ou seja, estar em um ambiente muito gelado com ar condicionado, por exemplo, e sair para o calor do lado de fora, ou vice-versa”, diz a médica.

Essa questão é mais grave principalmente quando se trata de pessoas com doenças respiratórias prévias, como Rinite Alérgica e Asma. “O sistema respiratório leva um tempo para se adaptar aos contrastes de temperatura. E quando é de maneira muito abrupta pode sim causar um certo ‘choque’ no sistema respiratório”. Dra. Milena salienta também que uma deficiência no sistema imunológico é uma condição individualizada e por isso sempre deve ser pesquisada junto ao médico de confiança.

“Por isso a importância da prática de exercícios físicos constantes e moderados. Uma boa alimentação que contenha diversos grupos alimentares e uma boa qualidade do sono. Esses hábitos são capazes de garantir um bom funcionamento do sistema imunológico na grande maioria das pessoas”, alerta a doutora.

Resfriado, Gripe ou Covid?

Durante o período de outono e inverno, de acordo com a doutora Milena, há um aumento da incidência de doenças respiratórias, pode ser Gripe, Resfriado, Covid, e até mesmo Rinites e Sinusites. O médico é que saberá fazer uma avaliação, mas como ainda estamos vivendo numa pandemia, a ideia é usar máscaras e não sair doente por aí.

“A baixa temperatura e a queda na umidade do ar faz com que o nosso trato respiratório funcione com maior dificuldade. Existe também durante o outono/inverno uma maior tendência a ficarmos em locais fechados, sem ventilação e com uma maior proximidade entre as pes­soas. Isso faz com que as doen­ças respiratórias, ou seja, aquelas que são transmitidas por gotículas respiratórias, aconteçam de maneira mais evidente por conta dessas condições”, alerta a especialista. Portanto procure ficar em lugares ventilados.

Outras vias de infecções são as mãos, as quais também demandam atenção especial. “A higiene das mãos é indispensável para a prevenção da transmissão de vírus respiratórios e por doenças causadas por bactérias, fungos e outros vírus”, afirma Marcos Cyrillo, diretor da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI). Já segundo Marcelo Otsuka, coordenador do Comitê de In­fectologia Respiratória da So­ciedade Brasileira de In­fectologia, outra dica é em relação ao uso de máscara. “Isso é estratégia essencial para a prevenção da transmissão dos vírus respiratórios fazendo com que haja a diminuição das infecções”, alerta. Além de uma boa hidratação nessa época do ano, a alimentação adequada, a manutenção de atividades físicas regulares, e o uso de roupas apropriadas.

Lavagem nasal

Em crianças e idosos as doenças respiratórias podem causar ainda outras manifestações como o nariz entupido e a dificuldade para respirar. Entretanto, um hábito muito importante pode ser incluí­do na rotina diária de crianças e adultos, como o uso de soro fisiológico 0,9% para fazer a limpeza nasal. Pode ser spray, a jato contínuo ou seringa, de 3 vezes ao dia, mesmo que não esteja resfriado. Caso haja sintoma de alguma doença respiratória pode-se aumentar a aplicação.

 
 Voltar

Veja a capa da edição:

Capa da Edição

Edição da semana

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919
Whatsapp  94861-1729
 
Veja as duas últimas edições
Ed. 3010 Ed. 3011
 

É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2022 ©.